SBRATE: Sociedade Brasileira de artroscopia e trauma do esporte

Sociedade Brasileira de artroscopia e trauma do esporteAconteceu em São Paulo o 3<sup>o</sup><sub>  </sub>congresso brasileiro de traumatologia do esporte e artroscopia das articulações em agosto de 2015 em São Paulo.

O evento contou com apresentações de novidades tecnológicas para o tratamento das lesões em atletas, desde lesões musculares até lesões nas articulações.

Vários especialistas do brasil e do mundo se reuniram para discutir as principais lesões em atletas, como previní-las e tratá-las.

O maior número de apresentações foram de  especialistas em  joelhoe ombro.

Novos conceitos na reconstrução do ligamento cruzado anterior LCA, incluindo as reconstruções extra articulares, assim como novas técnicas para tratamento de cartilagem como a utilização de membrana de colágeno: Chondro-Glide  que chega ao Brasil agora. Ela ajuda no tratamento cirúrgico das lesões localizadas da cartilagem . São feitas microperfurações no osso para que ele sangre trazendo para a superfície células tronco. Estas células ficam cobertas por uma membrana que ajuda na formação de nova cartilagem!! Este procedimento não serve para todos os casos, procure um especialista em joelho para maiores informações!!

Também novas técnicas para reparação do manguito rotador dos ombros e lesões de cartilagem nos quadris realizadas pela técnica minimamente invasiva de vídeo artroscopia.

Outros assuntos ligados aos esportes como doping, anabolizantes foram abordados. Avaliação ortopédica dos atletas pré temporada e reabilitação das lesões esportivas

Artroscopia e trauma do esporte

Tendinite patelar (Jumper´s Knee)

Tendinite patelar é a inflamação do tendão

Tendinite patelar

A tendinite patelar é a inflamação do tendão que sai da patela e vai para tíbia. Ela é uma das principais causas de afastamento de corredores e atletas de esportes com salto como voley e basquete por dor no joelho. A dor se inicia na região do polo inferior da patela no inicio dos treinos , passando a dor durante e depois dos treinos até chegar a dor nas atividades diárias como subir e descer escadas, dirigir etc..

inflamação do tendão

Inflamação do tendão

As causas são variadas, mas em geral o overtraining ou excesso de treinamento é a principal causa. Atletas que excedem a capacidade elástica e regenaração do tendão por movimentos repetitidos e com carga, sobrecarregam o tendão principalmente na transição entre a inserção do tendão no osso da patela, provocando inflamação e dor. O  encurtamento muscular  principalmente do músculo posterior da coxa (bíceps femoral) levam ao aumento de pressão na região e é uma das principais causas.

O diagnóstico é feito com exame clínico de um especialista em joelho, e se necessário pode ser feita uma ressonância magnética. As inflamações iniciais mostram inflamação local, mas as crônicas muitas vezes mostram até pequenas rupturas do tendão podendo chegar ao extremos de ruptura total do tendão.

mostrando a tendinite patelar

Imagem com seta azul mostrando a tendinite patelar

Tendinite patelar - Tira sub patelar

Tira sub patelar

O tratamento vai depender do grau de inflamação e do tempo de dor, podendo variar de mudança temporária de esportes, fisioterapia, medicamento antiinflamatórios, correção do balanço muscular, uso de tiras patelar , em alguns casos a terapia com ondas de choque. Nos casos extremos sem melhora do tratamento clínico deve ser feito o tratamento cirúrgico.

 

Se você tiver dor procure um especialista em joelho!!

 

Esporte: benefícios ou malefícios?

O esporte de maneira geral trás benefícios para o organismo. Porém ele também pode trazer malefícios. Se a pessoa que treina não tiver orientação adequada poderá trazer muitos malefícios para organismo , tanto a curto quanto a longo prazo!!! Exercícios feitos com muita repetição podem levar ao overuse ou “superutilização” de determinada região podendo promover inflamações de tendões e músculos e até levar a fraturas por stress nos ossos. No longo prazo exercícicos exagerados e sem orientação podem levar ao desgaste das articulações como na coluna , joelho e quadril.

Porém o exercício quando é bem feito e bem orientado, com aumento gradual da carga do número dos movimentos trás muitos benefícios para o organismo a curto e longo prazo. No curtíssimo prazo o melhor benefício é a produção de hormônios como a endorfina. A endorfina é um hormônio produzido por uma glândula chamada hipófise no cérebro que tem potente ação analgésica e quando liberada dá uma grande sensação de bem estar, melhor estado de humor e alegria. Quem já não experimentou aquela maravilhosa sensação de bem estar que sentimos logo após terminarmos exercícios??. Por ser um “hormônio natural” leva a uma sensação de bem estar e tranquilidade podendo inibir o stress principalmente se o exercício for de base aeróbico. Estudos recentes apontam que a endorfina pode ter um efeito tanto em áreas cerebrais que dão sensação de bem estar, quanto em áreas em áreas responsáveis pela depressão e ansiedade . Após corridas de longa distância como maratonas, mediu se ao final da corrida a quantidade de endorfina no sangue e ela mostrou-se 5 vezes mais elevada que em repouso e retornando ao normal após 24 hs.

Outros benefícios esporte a médio e longo prazo acontece no sistema circulatório especialmente no coração. Vários estudos mostram melhora da circulação das artérias coronarianas com exercícios aeróbicos, mesmo a caminhada.